vidro laminado
Aplicações, Dicas para obras, Tecnologias

Descubra as diferenças entre o vidro comum, temperado e laminado

VIDRO COMUM
O vidro comum é o menos resistente de todas as opções do mercado. Bastante comum em vitrôs, alguns tipos de janela e mobiliário, seu principal benefício é o custo. Mas, muita atenção: algumas vezes esse vidro é utilizado em boxes, fachadas e janelas, o que não é recomendável, pois tem menor resistência a impactos e estilhaçam com certa facilidade. Um acidente com ele pode ser gravíssimo.

VIDRO TEMPERADO
É considerado um vidro de segurança (quase 5 vezes mais resistente se comparado a um vidro não temperado). Quando sofre impacto, estilhaça em pequenos pedaços sem pontas, garantindo mais segurança caso haja alguém por perto.

Os vidros da Cebrace, joint-venture entre a Saint-Gobain e a NSG/Pilkington, são recomendados para diversas situações: fachadas comerciais e residenciais, projetos de interiores, eletrodomésticos, divisórias e até veículos.

VIDRO LAMINADO

Considerado um campeão de segurança, esse tipo de vidro é como um sanduíche, com duas lâminas de vidro e uma película de PVB (espécie de filme plástico) entre elas. Ao sofrer impacto, o vidro laminado não estilhaça, pois as duas peças estão “coladas” pelo PVB.

Os vidros de proteção solar para residências Habitat, da Cebrace, podem vir laminados de fábrica. Além de muita segurança, eles oferecem proteção de quase 100% contra os raios UV (ultravioleta) e reduzem a entrada de calor no interior do ambiente da ordem de 40% até 70%, mantendo a temperatura agradável e o ambiente muito mais confortável.

É importante saber que os vidros laminados são vidros de segurança e bloqueiam quase 100% dos raios UV, além de propiciarem maior conforto acústico – vale ressaltar que não é um vidro acústico, mas que funciona como uma melhor barreira contra os ruídos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *